15 julho 2012

O Pequeno Príncipe

Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Edição: 48
Ano: 2006
Páginas: 95

Sinopse: O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino. Pela mão do pequeno príncipe, recupera a meninice abrindo uma brecha no tempo, volta a sentir o perfume de uma estrela , a ouvir a voz de uma flor, a ver o brilho de uma fonte, escutar os guizos das folhas batidas pelo vento. Quebra-se por momentos a crosta que generaliza o outro em todos e torna as coisas comuns e iguais para se descobrir os carneiros dentro das caixas, os elefantes dentro das serpentes. Uma leitura inesquecivél para todas as idades.



Resenha:  Obra escrita pelo um ex-aviador francês Antoine de Saint-Exupéry, um super divo, que nos faz refletir o nosso modo de viver e pensar cada vez mais.
                     A obra começa com uma pane de um avião que pousa no deserto do Saara, então o homem que estava no avião, é acordado pelo jovem príncipe pedindo para desenha-lo um carneiro, o jovem príncipe era um menino ingenuo e puro, como toda criança. 
                     No decorrer do livro o pequeno príncipe mostra que percorreu seis países, antes de chegar na terra, e mostra que nestes países só existiam pessoas preocupadas com si mesmas, ou com coisas que não faziam sentindo algum. O pequeno príncipe também conta de sua rosa e da raposa, que encontrou pelo caminho. 
                       Não gostei muito do final do livro, achei que poderia ser  bem mais claro, porém não é só o final que sustenta a obra, e gostei bastante, do começo, do meio, e bom mais ou menos, do fim. Indico os livros para todas as pessoas, principalmente aquelas que estão afim de refletir e mudar sua vida. 
                      
Um pequeno pedaço do filme:
                     Não gostei muito do final do livro, achei que poderia ser deixado bem mais claro, porém não é só o final que sustenta a obra, e gostei bastante, do começo, do meio, e bom, do fim. Indico os livros para todas as pessoas, principalmente aquelas que estão afim de refletir e mudar sua vida.